Trigo sarraceno

O que é trigo sarraceno, quais são seus benefícios, ele tem glúten? Vem descobrir isso e muito mais.

VeganoSem glúten
06 de Fevereiro de 2020

Fotografia por Bruna Serta

Hoje eu quero falar um pouco sobre o trigo sarraceno! Eu tenho usado muito, e tenho postado muitas receitas com ele, e vi que tem muitas pessoas que não conhecem, não tem acesso ou não sabem como usá-lo.

Eu sempre ouvi falar sobre o trigo sarraceno, mas quando eu morava em Curitiba, eu não encontrava de jeito nenhum. E se encontrei alguma vez, eu não soube o que era e não dei atenção. E então eu descobri a doença celíaca, e comecei a saga de encontrar produtos naturalmente sem glúten, para que eu pudesse usar em várias receitas. E eu vim pra Portugal e acabei conhecendo, finalmente, o trigo sarraceno. Aqui tem de diversas formas: natural, assado, como farinha ou em grãos, enlatado e como base de outros alimentos. Também existe de várias marcas e preços.

Mas o mais comum e o mais versátil, é o em grãos. Pode ser usado desde a preparação de molhos, pães, cookies, biscoitos, mingau, no lugar do arroz, para fazer rejuvelac, germinado… Infinitas formas.

Ele é muito popular na cozinha russa, polonesa, ucraniana e judaica. Utilizado em diversas receitas, como a Kasha, que é um mingau russo de trigo sarraceno.

A grande vantagem do trigo sarraceno é que ele não possui glúten, e ele é um pseudo cereal assim como o amaranto e a quinoa. E eles têm proteínas completas, possuindo todos aminoácidos necessários para nosso organismo, diferente do arroz e o milho. É rico em flavonoides, rutina (vitamina P), que é anti-inflamatório, anti-bacteriano, anti-carcinogênico, entre outros benefícios.

O trigo sarraceno tem um teor altíssimo de magnésio, manganésio, fibras e potássio. E devido a quantidade de fibras presente no trigo sarraceno, ele é bom para regular a absorção do açúcar de forma mais lenta, então nos deixa mais saciados por mais tempo, além de ajudar no bom funcionamento do intestino. Possui ômega 3 e 6. Ele é muito indicado para pessoas que estão com a sua imunidade baixa, grávidas, pessoas com problemas de circulação e atletas.

Ele cozinha muito rapidamente, entre 10 e 15 minutos, ou pode ser comido cru. Mas o ideal antes de consumir é deixá-lo de molho por algumas horas, ou durante a noite.

O trigo sarraceno em grãos possui uma “gosma” parecida com o gel da chia ou linhaça. Por isso é muito útil para se fazer pães e massas sem glúten e veganas, porque não precisa combinar farinhas diferentes para dar a “liga” na massa. E ele fica muito macio e fofinho. Eu já postei uma receita de pão de trigo sarraceno, que é muito fácil e é um dos melhores pães sem glúten que eu já fiz e comi. Veja aqui: https://www.myvegchef.com/pão-de-trigo-sarraceno/

O trigo sarraceno cru, ou seja, natural, sem ser assado, é muito bom para germinar, e/ou fazer o rejuvelac. Eu já ensinei a fazer aqui: https://www.myvegchef.com/rejuvelac/

Ainda vou postar várias receitas usando, mas eu queria fazer mais como uma introdução ao trigo sarraceno, para esclarecer algumas dúvidas e apresentar a quem ainda não o conhecia. Pode ser uma boa aposta na substituição das farinhas refinadas, e do arroz. Pode te ajudar a variar no cardápio e diferenciar, com muito mais saúde. Quem mais vai virar fã do trigo sarraceno?!



...

Chef Bruna Serta

Olá, meu nome é Bruna Serta, sou Chef Pâtissière, recrio clássicos da confeitaria francesa em versões completamente veganas e sem glúten.